Parler: Tudo o que precisa saber sobre a rede social e seu banimento.

Parler, uma rede social alternativa aos tradicionais Twitter, Facebook entre outros, foi banida pela Apple, Google e Amazon.

Apesar de seu público de nicho, pessoas tidas como conservadoras, Parler está crescendo em popularidade.

A plataforma se tornou o aplicativo mais baixado no fim de semana de 8 de novembro – “O dia em que os principais meios de comunicação convocaram a eleição de Joe Biden”.

Mas a plataforma não conseguiu conter o discurso violento e cheio de ódio, que as empresas Big Tech disseram que poderia levar a outro evento como o cerco ao Capitólio dos Estados Unidos na quarta-feira.

Bom, mas antes de comentarmos sobre seu banimento, o que é essa rede social?

O que é Parler?

parler
Fonte imagem: O globo

Parler, fundada em 2018, se autodenomina “mídia social imparcial” e um lugar onde as pessoas podem “falar livremente e se expressar abertamente sem medo de serem banidas por suas opiniões”, de acordo com seu site e descrição da App Store.

Parece um mashup de Twitter (TWTR) e Instagram, com seu feed principal, contagem de seguidores e formas de compartilhar postagens e links.

A plataforma de mídia social tem sido amplamente usada por apoiadores do presidente Donald Trump, incluindo alguns que participaram da agitação no Capitólio dos Estados Unidos na quarta-feira.

Muitos políticos conservadores e personalidades da mídia tornaram-se ativos em Parler.

No Brasil, o presidente Bolsonaro convocou seus seguidores a migrarem para esta rede.

Por que esta rede social está crescendo?

Facebook, Twitter e outras redes sociais intensificaram os esforços para reprimir a desinformação antes e depois da eleição presidencial de novembro.

Isso levou muitos conservadores proeminentes a alegar que suas vozes foram censuradas de forma desproporcional.

O Twitter escondeu dezenas de tweets do presidente Donald Trump nas semanas após a eleição, e ambas as plataformas baniram Trump na semana passada após o cerco ao Capitólio que ele encorajou em discursos e nas redes sociais.

Embora Facebook e Twitter ainda estejam inundados de desinformação e ódio, para os apoiadores de Trump, as medidas que a Big Tech deu para desacelerar a disseminação de desinformação equivalem a censura.

Quem está por trás do Parler?

Parler foi fundada por Rebekah Mercer, John Matze e Jared Thomson.

Mercer, uma proeminente doadora conservadora, disse que está ajudando a financiar Parler para…

Fornecer uma plataforma neutra para a liberdade de expressão, como pretendiam nossos fundadores, e também para criar um ambiente de mídia social que proteja a privacidade dos dados.”

Rebekah Mercer

Mercer é filha de Robert Mercer, um administrador de fundos de hedge e cofundador da agora extinta firma de análise de dados políticos Cambridge Analytica.

Os Mercers têm sido partidários proeminentes do presidente Donald Trump e de causas conservadoras.

O que há de errado com a rede?

Parler está repleto de desinformação, incluindo uma série de alegações infundadas de fraude eleitoral.

A plataforma se tornou um centro de teorias de conspiração apoiadas por Trump, lançando dúvidas sobre a eleição do presidente eleito Biden.

Contas com suásticas como fotos de perfil e postagens racistas nojentas não são difíceis de encontrar no Parler.

A rede social também parece não contar com o que de fato torna uma rede social – Pessoas falando sobre animais, tempo, ou qualquer outra coisa.

Qual o futuro desta rede social?

Parler agora se encontra virtualmente sem teto na internet, já que Amazon, Apple e Google a baniram de suas plataformas em um período de pouco mais de 24 horas.

A Amazon removeu Parler de seu serviço de hospedagem em nuvem, Amazon Web Services, no domingo à noite, efetivamente retirando-o da Internet após a crescente pressão do público e dos funcionários da Amazon.

A decisão, que entrou em vigor no domingo, às 23h59. Fechou o site e o aplicativo de Parler até encontrar um novo provedor de hospedagem.

O site Parler não estava acessível na manhã de segunda-feira.

Mesmo que encontre um novo hospedeiro, o poder de permanência de Parler é uma questão em aberto.

Ao longo dos anos, gritos de censura fizeram surgir várias alternativas, como Gab, 4chan e 8chan. No entanto, nenhum deles conseguiu criar uma plataforma robusta e duradoura.

Esse movimento é bem parecido com a convocação de Elon Musk para usarem o app Signal.

Em resumo, se a plataforma não cair no gosto dos usuários, assim como o Reddit entre outros, seu futuro é virar um novo Orkut

Fonte: What is Parler?

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x